Yglésio se posiciona sobre sua pré-candidatura à prefeitura de São Luís

Em entrevista ao JP, o deputado estadual Yglésio Moyses expôs suas ideias e perspectivas em relação à sua pré-candidatura à prefeitura de São Luís.

Moyses declarou: “Dentre as opções, eu sou o pré-candidato que defende claramente um projeto de direita. Ainda não tive a oportunidade de disputar uma eleição com apoio político, mas agora caminho para ter apoio importante dentro desse segmento, da direita, e, claro, também tenho conquistado amplo apoio das pessoas que vislumbram que é necessário e urgente um projeto sério de desenvolvimento para a cidade”.

 

Yglesio fortalece vínculos com Bolsonaro e sinaliza pré-candidatura à Prefeitura de São Luís

Indiscutivelmente, o deputado estadual Yglesio Moyses (PSB) emerge como uma das figuras políticas mais próximas do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Ao longo do último ano, período em que muitos aliados se afastaram, revelando interesses meramente vinculados ao poder, Yglesio consolidou uma estreita relação com Bolsonaro. Como sinal dessa aproximação, o deputado iniciou uma estratégia de visibilidade ao espalhar outdoors pela cidade de São Luís, onde ambos aparecem lado a lado.

Nos cartazes, Yglesio indica que conta com o apoio de Bolsonaro em sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís. O político tem almejado consolidar essa aliança política em um momento crucial para as movimentações eleitorais na capital maranhense.

No mais recente encontro entre Yglesio e Bolsonaro, o deputado saiu otimista, vislumbrando a possibilidade de contar com o respaldo do ex-presidente da República em sua empreitada rumo à Prefeitura.

Além disso, Yglesio alimenta a esperança de se filiar ao Partido Liberal (PL) para participar das eleições municipais na capital maranhense sob a bandeira de Bolsonaro. Contudo, consciente de que a decisão pode depender do presidente do partido no Maranhão, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, Yglesio tem buscado diálogo com outras legendas, mantendo suas opções abertas para o cenário eleitoral que se desenha em São Luís. O político busca alianças estratégicas e define sua trajetória política em meio às negociações e articulações pré-eleitorais.

Yglésio se defende de falsas acusações de Duarte Júnior

O cenário político maranhense ganhou um novo capítulo com polêmicas e acusações envolvendo o deputado federal Duarte Júnior (PSB) e o deputado estadual Yglésio Moyses. O caso teve início com as manifestações de Yglésio contra os jogos de azar eletrônicos, resultando em alegações sobre supostas relações de Duarte Júnior com esquemas de pirâmides financeiras.

Yglésio Moyses sustenta suas acusações com referências a um contrato entre o Moto Club, equipe de futebol presidida por Duarte Júnior, e uma empresa envolvida na oferta de jogos de azar. Ele insinua que o modus operandi do deputado federal envolve o controle de tráfego de dados e a disseminação de notícias falsas por meio de uma rede de associados.

Durante uma de suas manifestações, Yglésio Moyses afirmou: “Os associados do Duarte Júnior fizeram um vídeo questionando o contrato (do Moto) com uma outra bet que teria ali a opção do joguinho (do tigre). O contrato foi de fevereiro a junho, eu nem sabia da existência disso (do jogo) […] Duarte, eu já te conheço e tenho como provar que essas pessoas estão trabalhando para ti com contrato verbal”. Ele ilustrou suas alegações exibindo uma montagem onde um tigre veste a camisa da campanha “Resgate o Amor Pela Ilha,” promovida por Duarte Júnior.

Deputado Yglesio Moyses denuncia Cantor “Caneta Azul” por suposta promoção de jogos ilegais

Na última quinta-feira, durante a sessão na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Yglesio Moyses fez uma intervenção que reforçou o antigo ditado popular: “o pau que dá em Chico, tem que ser o mesmo que dá em Francisco”.

A ação do deputado veio em resposta a uma denúncia feita por um blog local, alegando que o cantor Manoel Gomes, mais conhecido como “Caneta Azul”, estaria envolvido na promoção de jogos ilegais. Yglesio Moyses, que tem se destacado em sua luta contra práticas ilegais e antiéticas, não hesitou em questionar o artista maranhense.

O deputado afirmou: “O ‘Caneta Azul’ está fingindo que está conduzindo um jogo legítimo com as pessoas, enquanto está lucrando milhares, até centenas de milhares de reais, explorando a miséria alheia. É intrigante a mudança repentina de atitude quando ele precisa promover essa plataforma que envolve dinheiro, ele se mostra amigável e sua postura muda completamente”.

“A irresponsabilidade é tremenda”, diz Yglésio sobre possíveis causas do incêndio no Rio Anil Shopping 

O deputado estadual Yglésio, do PSB, garantiu que vai acompanhar os desdobramentos da investigação das causas do incêndio que vitimou duas mulheres no Rio Anil Shopping.

O Corpo de Bombeiros informou que já tomou conhecimento de que a instalação de manta asfáltica no teto das salas de cinema – que usa maçaricos de fogo para colagem – estava sendo feita no mesmo horário das sessões da tarde desta terça-feira, 07.

“Se foi isso mesmo, a irresponsabilidade é tremenda. Acompanharemos pra que não fiquem impunes os responsáveis”, disse o parlamentar.

Ao 45 do 2° tempo! Yglésio desiste da disputa pela 1° vice-presidência da Alema

Em discurso na Alema – Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Yglésio Moyses, do PSB, confirmou a desistência da disputa pela 1ª vice-presidência da Mesa Diretora.

Sem indicação da sua legenda, Yglésio disputaria o cargo de maneira avulsa, com o objetivo de antagonizar a imposição à chapa que tem o apoio do senador Flávio Dino, do PSB.

“Consultando o regimento da Assembleia, foi possível identificar que é possível que eu me abstenha de votar no candidato de Flávio Dino [Rodrigo Lago] e, portanto, vou marcar minha posição, e claro, não vou criar aí uma dificuldade para a eleição da Mesa. Há colegas que querem votar conosco, que gostariam de votar conosco, os que votariam na Ana do Gás, muito provavelmente votariam conosco. Então, para não gerar problema vou fazer o registro da minha posição anti-Flávio Dino e anti-esquerda no Maranhão, justamente com esse posicionamento”, comentou Yglésio.

A desistência do parlamentar ocorreu minutos antes de ser iniciada a eleição para a Mesa Diretora e depois de ele ter conversado com colegas de Parlamento.