Roseana Sarney rejeita proposta de candidatura à Prefeitura de São Luís

A deputada federal Roseana Sarney (MDB) apreciou a “provocação” do ex-senador Roberto Rocha (sem partido) para que entrasse na disputa pela Prefeitura de São Luís. No entanto, ao contrário das expectativas de Rocha, Roseana deu sinais claros de que não pretende sair da sua zona de conforto político para enfrentar essa maratona desgastante. A reação da ex-governadora indicou uma relutância em se envolver na competição municipal, mantendo-se firme em sua posição atual.

De acordo com uma fonte próxima a ex-governadora, o principal fator que a afasta de um projeto dessa magnitude é o receio de uma derrota expressiva. Roseana ainda não assimilou totalmente as derrotas eleitorais de 2006, contra Jackson Lago (PDT) para o Governo do Estado, e de 2018, quando perdeu para Flávio Dino (PCdoB). Além disso, ficou decepcionada com os resultados das eleições de 2022, quando esperava mais de 200 mil votos na corrida para a Câmara Federal, mas obteve apenas 97 mil votos, uma quantidade considerada medíocre para sua estatura política.

Apesar de descartar a possibilidade de concorrer à Prefeitura de São Luís, Roseana Sarney tem se mostrado cada vez mais satisfeita com seu mandato como deputada federal. Em conversas com aliados e amigos, a ex-governadora e ex-senadora já teria admitido a intenção de tentar renovar seu mandato em 2026, demonstrando um compromisso contínuo com sua carreira política em nível federal.

Decisão judicial deve tirar ex-prefeito de Peri Mirim da disputa eleitoral de 2024

Uma decisão judicial pode afastar o ex-prefeito de Peri Mirim, José Geraldo Amorim Pereira, mais conhecido como Dr. Geraldo, da corrida eleitoral de 2024. A decisão foi proferida pela juíza Flor de Lys Ferreira Amaral, titular da Comarca de Bequimão.

Dr. Geraldo foi condenado a cinco anos de detenção em regime semiaberto, conforme a sentença judicial. A condenação, além de implicar em pena de detenção, também deve tornar o ex-prefeito inelegível, impedindo-o de concorrer novamente à Prefeitura de Peri Mirim, como era sua intenção para as próximas eleições.

Dada a inelegibilidade resultante da condenação, se Dr. Geraldo insistir em registrar sua candidatura, é muito provável que esta seja impugnada.

Prefeitura de São Luís enfrenta investigação sobre unidade móvel de castração animal 

A Prefeitura de São Luís, está sob investigação devido a questões envolvendo a Unidade Móvel de Castração Animal, conhecida como Catramóvel. O caso, inicialmente registrado como uma Notícia de Fato, foi convertido em Procedimento Preparatório para apurar a situação do trailer modelo 601208, da marca R/Athos, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde e à Unidade de Vigilância em Zoonoses.

A decisão de avançar com a investigação foi tomada após a análise de uma representação oriunda da Ouvidoria do Ministério Público do Estado do Maranhão, registrada sob o Protocolo 23838102023. A conversão da Notícia de Fato no 004474-509/2023 em Procedimento Preparatório se deu com base na necessidade de continuidade das investigações, conforme previsto na Resolução nº. 10/2009 – CPMP e na Resolução CNMP nº. 23/2007.

As próximas etapas do processo incluem a adoção de providências para coletar informações detalhadas sobre a situação do Catramóvel, que será crucial para esclarecer qualquer irregularidade. A investigação visa garantir a transparência e a eficiência nos serviços prestados pela Unidade de Vigilância em Zoonoses e assegurar que os recursos públicos sejam utilizados de maneira adequada.

Desastre do “Trânsito Livre” chega ao Renascença II provocando bagunça e revolta

As recentes mudanças no trânsito do Renascença, tradicional bairro de classe média de São Luís, têm provocado um verdadeiro caos na rotina dos moradores e frequentadores da região.

Cercado por apartamentos, faculdades, escolas e escritórios, o Renascença está enfrentando transtornos significativos desde a implementação das novas regras de tráfego promovidas pela prefeitura de São Luís.

As alterações fazem parte do polêmico projeto “Trânsito Livre”, idealizado pelo prefeito Eduardo Braide (PSD), cujo objetivo é eliminar os retornos nas grandes avenidas e modificar o fluxo das vias locais.

No entanto, a execução dessas mudanças tem sido alvo de severas críticas por parte da população. A falta de estacionamentos, as mudanças repentinas no sentido do tráfego e a sinalização confusa são algumas das principais queixas dos moradores.

Na manhã desta segunda-feira (17), primeiro dia útil após a implementação das alterações, o cenário no Renascença II era de total desorganização. Motoristas e pedestres enfrentaram grandes dificuldades para se locomover, resultando em atrasos e frustração.

Imagens registradas mostram longas filas de veículos, motoristas confusos tentando entender a nova sinalização e pedestres inseguros ao atravessar as ruas.

Durante a exibição do programa Xeque-Mate, também na manhã desta segunda-feira, os apresentadores Matias Marinho e Marcelo Vieira abordaram os problemas gerados pelo projeto “Trânsito Livre”. Ambos os jornalistas criticaram duramente a administração municipal pela falta de planejamento na execução das obras. Segundo eles, o prefeito Eduardo Braide não considerou adequadamente o impacto das mudanças no cotidiano dos moradores, resultando em transtornos significativos para a população de São Luís.

Justiça condena município de São Luís a reformar Hospital da Criança

Em decisão da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha, a Justiça condenou o Município de São Luís a realizar reformas e adaptações no Hospital Dr. Odorico Amaral de Matos, conhecido como Hospital da Criança. O município tem seis meses para sanar irregularidades sanitárias e apresentar um cronograma de trabalho em 90 dias, conforme normas do Sistema de Vigilância Sanitária.

A ação, movida pelo Ministério Público Estadual, aponta diversas falhas sanitárias e organizacionais, incluindo a falta de banheiros adequados para servidores e acompanhantes de pacientes. Inspeções realizadas em 2022 revelaram problemas graves no hospital.

Apesar da defesa do município sobre limitações de recursos, o juiz Douglas de Melo Martins destacou a omissão no cumprimento das exigências sanitárias. A sentença inclui uma multa de mil reais diários por descumprimento, revertida ao Fundo Estadual de Direitos Difusos.

Braide sente a rejeição popular e faz ato vazio no Coroadinho

Em uma demonstração clara da rejeição popular, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), enfrentou uma situação constrangedora durante um evento realizado no bairro do Coroadinho noite desta quarta-feira (17).

A entrega da nova quadra no local se transformou em um vexame histórico para o chefe do executivo municipal e fez um ato vazio durante a inauguração do local.

O evento teve como cenário a Rua da Felicidade, S/Nº, Vila Conceição, onde está localizada a nova quadra. No entanto, a população presente demonstrou insatisfação com a obra, considerando-a mal feita. Um dos principais pontos de descontentamento foi a destruição da arquibancada que anteriormente existia no local.

O episódio evidencia a impopularidade do prefeito Braide, que se viu diante de uma recepção desfavorável por parte da comunidade. A rejeição pública durante o evento ressalta a insatisfação dos moradores com a gestão municipal e suas iniciativas.

MP investiga repasse do Imposto de Renda ao FMDCA na gestão de Braide em São Luís

O MPMA – Ministério Público do Estado do Maranhão anunciou a conversão do Procedimento Preparatório n.º 037954-500/2022 em Inquérito Civil devido ao excesso de prazo para apurar a resposta referente ao Ofício n.º 287/22-CMDCA, datado de 04/11/2022, que trata do repasse do imposto de renda ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

Neste desdobramento da investigação, o MPMA atua como Polo Ativo, enquanto o Município de São Luís é o Polo Passivo. A decisão de converter o procedimento preparatório em inquérito civil foi tomada devido à demora na prestação de informações sobre o repasse do imposto de renda ao FMDCA durante a gestão do prefeito Eduardo Braide, do PSD.

O objetivo da investigação é esclarecer possíveis irregularidades ou demoras na prestação de informações sobre o repasse do imposto de renda ao FMDCA.

Defensoria aciona prefeitura na justiça por vagas em escolas

A Defensoria Pública do Estado do Maranhão ingressou com ação civil pública exigindo que a Prefeitura de São Luís amplie vagas para estudantes de escolas públicas da capital. A medida foi tomada após o Sindeducação revelar que 22 escolas municipais estão fechadas durante o período letivo.

A Secretaria Municipal de Educação divide São Luís em sete regiões de educação (Cidade Operária, Itaqui-Bacanga, Zona Rural, Turu, Bequimão, Anil e Centro), e a ação protocolada pela Defensoria será feita por território, começando pela região da Cidade Operária, que apresentou maior demanda.

Segundo Ana Paula Martins, diretora do Sindeducação, há escolas que enfrentam problemas como salas superlotadas, falta de ventilação e ameaça real de desabamento do forro.

MP investiga processo de contratação para concurso público em Trizidela do Vale

O MPMA – Ministério Público do Estado do Maranhão está investigando o processo de contratação para a realização de um concurso público no município de Trizidela do Vale. A investigação foi motivada pelo lançamento da Tomada de Preços 12/2023 em 28/12/2023, apenas dias antes da entrada em vigor da Lei 14.133/2021.

O certame foi aberto para a contratação de uma empresa especializada na organização e operacionalização do concurso público, visando o provimento de cargos efetivos do quadro de pessoal municipal, com um valor estimado de R$ 210.000,00 (duzentos e dez mil reais).

Segundo informações disponíveis no sítio de transparência do município de Trizidela do Vale (https://www.trizideladovale.ma.gov.br/licitacaolista.php?id=551), apenas duas empresas participaram do certame: CONSEP – Consultoria e Estudos Pedagógicos LTDA – EPP, inscrita no CNPJ sob o número 03.223.316/0001-30, e FUNDAÇÃO VALE DO PIAUÍ, inscrita no CNPJ sob o número 04.751.944/0001-51.

Diante desses fatos, o MPMA resolveu recomendar ao Prefeito Municipal, Deibson Pereira Freitas, e ao Secretário de Administração do Município, Enoque de Sá Barreto, que, no exercício do poder de autotutela e em conformidade com a possibilidade de anulação de atos praticados pela Administração Pública, procedam à imediata anulação da Tomada de Preços 12/2023. Tal medida visa reiniciar o procedimento de contratação, garantindo a observância dos preceitos legais estabelecidos pela lei 14.133/21.

Simplício Araújo deve disputar prefeitura de Pedreiras pelo Novo

O ex-deputado federal, Secretário de Indústria, Comércio e Energia e ex-candidato a governador do Maranhão, Simplício Araújo, sinalizou nesta segunda sua intenção de se filiar ao partido Novo no estado.

O convite foi feito pelo presidente da legenda no Maranhão, Leonardo Arruda, e a filiação deve ocorrer ao longo desta semana.

Em declarações recentes, Simplício afirmou que recebeu propostas para participar das eleições em São Luís em 2023, porém, decidiu priorizar a cidade de Pedreiras, onde iniciou sua trajetória política.

Ele pretende consultar a população local antes de tomar uma decisão final sobre uma possível candidatura à prefeitura.

Simplício destacou sua atuação em Pedreiras, citando a instalação de um hospital de campanha, a criação de um hospital regional, a implantação de espaços públicos como o bosque seringal e o parque João do Vale, além de melhorias na infraestrutura urbana, como pavimentação de ruas.